Quem olha para fora sonha... quem olha para dentro desperta...(JUNG)





O acesso ao nosso divino interno só é feito por meio do autoconhecimento. E isso é conseguido por meio do olhar para dentro, se confrontar e silenciar. Várias técnicas – como as meditações, as terapias de liderança e as formas de respiração – propõem esse encontro com os pensamentos. No começo, é difícil! É como tentar parar uma locomotiva em alta velocidade. Quando freada, os vagões batem uns nos outros, descarrilando. Assim também acontece com os pensamentos quando a mente é cessada. Entretanto, diariamente, com treino e técnica, os pensamentos vão vindo e indo, e será possível entender o recado que eles querem nos passar.
No momento que começamos a expandir nossa consciência sentimos um grande alívio, é como parar de tatear no escuro e começar a ver as coisas com mais clareza. Constatamos que estamos distantes do nosso divino, mas já sabemos como fazer para acessá-lo, por isso a angústia começar a ser curada. E à medida que estivermos mais conectados com o sagrado que há em nós, ficaremos mais atentos para receber as mensagens que ele nos envia, por meio da intuição, dos insights e da imaginação. E aí, encontraremos mais facilmente as formas de desatar os nós de nossas...Há algum tempo, a humanidade deixou de se voltar para dentro e passou, com os avanços do mundo globalizado e do consumo, a buscar sua paz no que está fora, em produtos, viagens e bens materiais. Esse buscar a felicidade fora de si e não dentro é uma das maiores causas da angústia do homem moderno e o que mais o distancia de seu eu divino.O acesso ao nosso divino interno só é feito por meio do autoconhecimento. E isso é conseguido por meio do olhar para dentro, se confrontar e silenciar. Várias técnicas – como as meditações, as terapias de liderança e as formas de respiração – propõem esse encontro com os pensamentos.....E à medida que estivermos mais conectados com o sagrado que há em nós, ficaremos mais atentos para receber as mensagens que ele nos envia, por meio da intuição, dos insights e da imaginação. E aí, encontraremos mais facilmente as formas de desatar os nós de nossas amarras mais apertadas...
....Inteligência Espiritual é a "inteligência com que abordamos e solucionamos problemas de sentido e de valor; a inteligência com a qual podemos inserir nossos atos e nossa vida em um contexto mais amplo, mais rico, mais gerador de significado; a inteligência com a qual podemos avaliar que um curso de ação ou caminho na vida faz mais sentido do que outro... É a nossa inteligência final". Danah Zohar

 O fato é que a Inteligência Espiritual é parte da nossa natureza e sempre encontra uma forma de se fazer presente, mesmo que não seja percebida ao longo da vida. A Inteligência Espiritual é o "canal" por onde podemos experimentar a Espiritualidade ou melhor, vivenciá-la em sua essência. A Espiritualidade, no melhor contexto da palavra, é a infinitude e expansão do nosso Ser e a Consciência é o seu melhor instrumento.

A Espiritualidade nos impulsiona a pensar além da lógica, a ver através dos sentimentos e a encontrar um significado maior para as grandes questões da vida...

 Espiritualidade não tem relação alguma com religião. Espiritualidade tem tudo a ver com a consciência e seu grau de desenvolvimento e expansão. Quanto mais receptivo e dedicado ao entendimento, à busca de significado e ao autoconhecimento puro, mais facilmente se entrega o instrumento consciente à Espiritualidade. E esta descoberta ocorre à medida do crescimento e desenvolvimento consciente.

Quanto mais espiritualizados, mais livres e se o entendimento que se julga espiritualizado o deixa preso em algum dogma, julgamento ou doutrina, menos livre se torna.

Espiritualidade tem um forte poder transformador, levando a cada área da vida como, por exemplo, profissão, relacionamento, saúde, missão e propósito mudanças reais e paupáveis ao longo da vida e à medida da expansão e uso da Consciência.....

Comentários

Postagens mais visitadas