Quando curiosamente te perguntaram, buscando saber o que é aquilo, Não deves afirmar ou negar nada. Pois o que quer que seja afirmado não é a verdade; E o que quer que seja negado não é verdadeiro. Como alguém poderá dizer com certeza o que aquilo pode ser, enquanto por si mesmo não tiver compreendido plenamente o que é? E, após tê-lo compreendido, que palavra deve ser enviada de uma região, onde a carruagem da palavra não encontra uma trilha por onde possa seguir? Portanto, aos questionamentos, oferece-lhes apenas o silêncio, Silêncio – e um dedo apontando o caminho.
(Shakyamuni Buddha)

Comentários

Postagens mais visitadas