Memórias... Sonhos e Reflexoes.....


Memórias, Sonhos e Reflexões é a obra por excelência do psicólogo Carl Gustav Jung, ex-discípulo de Freud, o criador da Psicanalise, pois retrata sua trajetória não exatamente existencial, mas sim psíquica. Por esta razão ela não pode ser considerada uma biografia convencional.
Jung é certamente uma das figuras mais significativas do século XX, portanto percorrer este livro, retrato de sua evolução psicológica, é como se deparar com uma espécie de revelação de sua esfera íntima. Nele se vislumbra a travessia deste pensador da psique humana, da infância até o instante em que ele elabora esta obra...
Assim, quem percorre suas páginas tem um encontro marcado com a fronteira entre a duplicidade do indivíduo e o universo metafísico. O autor se questiona quanto à coincidência de sua jornada e da descoberta da verdade. A a leitura contribui para que as pessoas, especialmente as que estão ainda desfrutando de sua juventude, olhem para seu interior e sua existência com um mínimo de bem-estar.
Memórias, Sonhos e Reflexoes é uma obra que estimula o leitor a meditar sobre a condição concreta de suas almas, as dúvidas existenciais que mantém o ser vinculado à esfera sufocante da vida social e a transcendência que paira sobre a Humanidade, garantindo a percepção da presença de uma realidade mais elevada, que engloba a essência humana no seu todo.
A esfera metafísica é onipresente nesta criação de Jung; ele menciona o Ser Supremo natural e espontaneamente, por meio de um discurso singelo e autêntico. Deus, para o autor, é tudo que estimula as transformações em sua vida, portanto, é todo bem e todos os eventos aparentemente negativos que atravessam sua trajetória.
A interação de Jung com Sigmund Freud é também abordada nesta biografia incomum, para que todas as mutações processadas na sua mente, desde sua adoção da Psicanálise até a ruptura total com o mestre, sejam compreendidas pelo leitor. Alguns estudiosos da linha junguiana consideram que dois seres foram extremamente significativos para o psicólogo, Deus e Freud.
Muitos pesquisadores vêem esta obra como o legado final de Jung, pela forma como ele se desnuda diante do leitor. Até hoje ela é considerada a forma ideal de compreender sua existência, daí ser respeitado como sua produção mais significativa, popular e seu maior objeto de estudos. Certamente a melhor forma de situar, hoje, as informações nele contidas é ter a consciência de que, afinal, não se trata de uma autobiografia em seu sentido estrito. Alguns dialogismos presentes neste livro também ajudam a conhecer mais profundamente este pensador, particularmente as alusões a Fausto e a O Segredo da Flor de Ouro.

Agora com a oportunidade de lê-lo online: Boa leitura!!!!!


Comentários

Postagens mais visitadas