Pular para o conteúdo principal

O primeiro milagre de Jesus...Alegria de Viver!




Este texto que minha irmã escreveu, é um inspiração.
Vale a pena cada minuto de leitura!

PRIMEIRO MILAGRE DE JESUS

(João 2,1-11)

“1 Três dias depois houve um casamento em Canaã da Galiléia. A mãe de Jesus estava presente.
2 Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.
3 Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm mais vinho".
4 Jesus respondeu-lhe: "Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou".
5 Sua mãe disse aos que estavam servindo: "Fazei o que ele vos disser".
6 Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.
7 Jesus disse aos que estavam servindo: "Enchei as talhas de água". Encheram-nas até a boca.
8 Jesus disse: "Agora tirai e levai ao mestre-sala". E eles levaram.
9 O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.
10 O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: "Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!"
11 Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.”
Análise à luz da Psicoteologia

Todas as religiões derivadas do Cristianismo reforçam os milagres de cura, multiplicação e a volta de Lázaro da morte. É claro que são milagres que nos mostram o poder e a glória do Mestre e também reforçam e revigoram a fé dos cristãos, porém nos afasta do poder que o próprio Cristo revelou também estar em nós quando disse: “Faça como eu vá até seus irmãos, estenda suas mãos e em nome do meu Pai curem.” Porém, ainda somos muito pequenos diante desta afirmação, e por maior que seja a nossa fé não nos sentimos capazes de realizar tais milagres, mesmo porque estamos em evolução e ainda não nos demos conta do imenso poder que o Pai nos concedeu. Desta forma, nos vemos muito pequenos em relação ao Primogênito e, inconscientemente, não acreditamos neste poder que a fé nos proporciona e nos capacita. Assim sendo, mesmo que saibamos que somos a imagem e semelhança do Pai não nos damos conta que em nós habita uma força ilimitada que herdamos como filhos amados e, desta forma, colocamos todas as esperanças nos milagres vindos do céu e nos esquecemos que a nós cabe fazermos a nossa parte, pois disse Jesus: “Ajuda que eu te ajudarei” e ainda, não nos damos conta que Ele deixou claro a nossa importância, a nossa autonomia e a nossa intimidade com o Pai quando nos revelou: “Peças e lhes será dado, bata e a porta se abrirá” e, mesmo assim, continuamos nos sentindo incapazes e pequenos para modificar algo que nos entristece.

Então pergunto: Como seria se a nós fosse ensinado e reforçado, desde crianças a simplicidade, a beleza e a profundidade do primeiro milagre de Jesus? Será que não nos tornaríamos verdadeiramente herdeiros dos poderes do Pai? Será que não nos tornaríamos mais responsáveis pelos nossos atos, pelas nossas mudanças e, principalmente, pela nossa vida? Será que ficaríamos apenas esperando que Deus resolva todos os nossos problemas ou buscaríamos ardentemente fazer a nossa parte?
Pensando nessas questões encontrei as respostas na simplicidade e na beleza do primeiro milagre de Jesus Cristo.

Porque Jesus transformou a água em vinho? Qual o significado e a mensagem desse milagre?
A simbologia do vinho é a alegria, a prosperidade e a fartura e, a simbologia da festa é a vida, exatamente o que Jesus veio nos ensinar, a viver com alegria, prosperidade e fartura.

Naquele tempo quando o vinho acabava a festa também acabava e o senhor da festa era ridicularizado. Também serviam o melhor vinho no início da festa e quando os convidados estavam embriagados, guardavam o bom vinho e serviam o de menor qualidade, e com o milagre de Jesus aconteceu exatamente o contrário, todos ficaram surpresos com a qualidade do vinho servido durante toda festa e com a generosidade do senhor da festa, sem falar que tudo isso ocorreu durante uma bodas, ou seja, durante a união proveniente do amor.

Se a festa simboliza a vida e o vinho simboliza a alegria, prosperidade e fartura entende-se que podemos como Jesus, transformar tudo que por ventura surgir para aniquilar nossa vida, entristecer nossos dias e empobrecer nossa existência. Podemos transformar as dores e alívios, as tristezas em alegrias, os medos em coragem, a raiva em perdão, a impotência em determinação, os obstáculos em desafios e a escassez em fartura, pois somos os senhores de nossas vidas, somos os senhores de nossos destinos e cabe a nós sermos generosos conosco e cuidarmos da nossa “festa” com amor e gratidão à esse presente chamado vida, presente esse que veio direto das Mãos do Pai, que confiou à nós o poder da transformação e da felicidade, pois o próprio Jesus viria declarar mais tarde, como sendo seu próprio sangue (Fonte de Vida) que seria a bebida para saciar a sede do mundo. Ele ofereceu um vinho novo de primeira qualidade (Novidade de Vida). Ele mandou que nos embriagássemos deste vinho, (Estar repleto de Deus através da vida).
Talvez até hoje não tenhamos percebido, mas Jesus quis mostrar que o mundo estava necessitando de Sua graça “Seu sangue e Sua vida” e que somente Ele poderia fazer este milagre, nos dando uma nova vida e alegria plena que havia se esgotado em nossas vidas, principalmente estará se colocando à disposição de nossas necessidades no exato momento em que elas surgirem, basta que o busquemos, pois Ele estará sempre disponível a nos, mas é preciso que tenhamos a consciência da nossa responsabilidade com essa festa chamada vida e competência divina para transformar todas as dificuldades que se apresentarem a nós.
Se compararmos a quantidade vinho (vida - mais de 600 litros) que Jesus fez naquele dia, era muito mais do que o suficiente para que todos ficassem fartos (não bêbados) e ainda sobrasse muito vinho (vida).
Cabe aqui mencionar a “Multiplicação dos pães e dos peixes”, que também foi farta, saciou mais de 10.000 pessoas e ainda sobraram cestos de pães e de peixes.
Deus quando nos abençoa, Ele nos abençoa com abundância, será que temos consciência da dimensão de Sua benção? Será que temos noção de que nada nos falta se lembrarmos quem é realmente o nosso Pastor?
Será que estamos dispostos a sermos senhores de nossa festa (vida)? Será que realmente queremos assumir nosso dom de verdadeiros alquimistas na transformação do que nos aflige?
Acredito fortemente que no exato momento em que aceitarmos os dons e os poderes que o Pai nos concedeu estaremos fazendo “milagres” em nossas vidas e verdadeiramente dando testemunho da fé que não se abala e, estaremos assim, a caminho da verdadeira evolução sem dizer que neste momento, nos sentiremos verdadeiramente amados do Pai e, não existe maneira mais direta de manifestar nossa gratidão a Ele se realmente amarmos a nossa vida e a criatura que somos, pois se somos imagem e semelhança de Deus, não há como amá-Lo se não amarmos a nós mesmos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

12 maneiras de jogar energia fora...

Por mais que existam pessoas desequilibradas e difíceis nós é que somos responsáveis pelas nossas energias e cabe a cada um de nós preservá-la e administrá-la da melhor forma possível. Existem “receitinhas”, orações, banhos, cristais e um arsenal de proteção, que são válidos e eficientes até um certo ponto. Porque aquele que não assume a responsabilidade por suas venturas e desventuras sempre estará vulnerável às energias ao seu redor. Sabe por que o outro rouba a sua energia? Porque você deixa a porta aberta!!! E depois ainda diz que a culpa é do outro… Para ajudar a refletir, fiz uma listagem de doze atitudes (e olhe que a lista é imensa!) que gastam uma tremenda energia vital. Uma vez desvitalizado e sem proteção fica fácil para qualquer um chegar perto e perturbar seu equilíbrio. Use esta listagem também para pensar porque a prosperidade às vezes passa longe de você. A energia que seria usada para atrair o bem, a felicidade, o amor, o dinheiro acaba sendo gasta de …

עילי בוטנר ורן דנקר - בואי נעזוב

Agradecer sempre!!!

Você sabia que o Universo se comunica conosco o tempo todo e nos envia respostas, mensagens e sinais, de acordo com nossos desejos e necessidades? Estes sinais se manifestam através do fenômeno que conhecemos como sincronicidade, ou seja, no momento em que você necessita de algo, ou de que alguma situação aconteça, aquilo se manifesta repentinamente em sua vida. Mas eles não se apresentam somente com soluções grandiosas ou espetaculares. Manifestam-se igualmente nos acontecimentos rotineiros. A prova incontestável de que você está vivendo e atuando numa parceria harmoniosa com a vida, é a presença destas sincronicidades em seu dia-a-dia. Para percebê-las, é necessário que você esteja atenta e consciente de que o Universo sempre responde, de alguma forma, a todos os seus pedidos. Se você vinha recebendo estes presentes e, de repente, eles pararam de acontecer, saiba que algo saiu do eixo em seu plano de vida..... É indício de que você se deixou perturbar por alguma forma de negativida…