Depressão ou tristeza.. qual a diferença?

DEPRESSÃO

A vida provoca uma imensidão de sentimentos e emoções, fazendo com que a gente se delicie de tanto amor e prazer,como também, se inundar de dor e sofrimento…Tudo faz parte do processo de vida.

Quando somos tomados por situações boas, digerimos com prazer, mas quando somos tomados por situações difíceis, vivemos a sensação contrária desta, conforme a intensidade da situação…Esse é o processo natural e automático, dançamos a música ou vivemos o luto…

A doença DEPRESSÃO, faz com que o indivíduo tenha uma visão de mundo limitada, associada à sensação de falta de saída, desmotivação, sentimento de angústia que se extende pelo tempo como um funcionamento negativo crônico.O universo fica descolorido, muitas vezes NEGRO,dificultando enxergar as formas, para que possa dar o entendimento de si próprio, do outro e do ambiente.

“A tristeza” na depressão, se prolonga, prejudicando o curso da vida em todos seus âmbitos, pois é sentida de uma forma intensa, acompanhada de sentimentos de auto-desvalorização e culpa.

A fadiga, o desânimo, o sentimento de fragilidade e a falta de prazer são companheiros constantes, assim como cognitivamente a alteração da atenção, da concentração e dos processos de pensamento .

O sono fica alterado, agitado ou com interrupções, prejudicando assim o indivíduo , por essa razão, pode gerar lentidão, irritabilidade e dificuldades na realização de atividades que antes naturalmente se fazia. A interação social vai se acanhando, preferindo o isolamento , os amigos vão se afastando por não perceberem ou não saberem da doença e assim se forma um ciclo vicioso .

A alimentação tambem sofre alterações, provocando inapetência ou excessos, principalmente se tiver ansiedade associada; assim como a sexualidade também se altera, pois o interesse sexual e a líbido ficam diminuídas. Dessa forma a vida aos poucos vai perdendo a “graça”.

Essa séria doença, é causada por uma gama de fatores, tanto psicológicos, ambientais, genéticos e sociais. Portanto é preciso ser entendida e tratada em qualquer nível da doença.

A psicoterapia faz-se necessária, assim como a intervenção medicamentosa, para que a pessoa possa voltar a sentir o prazer e o entusiasmo pela vida. Permitindo-se mais oportunidades de novos caminhos para desbravar a vida com todo o direito devido.

Diferente da depressão, existem os momentos mais leves e mais pesados, comuns a qualquer um de nós. Podendo gerar tristeza ou alegria, com seus direitos e necessidades da vida psíquica, e é resposta a essas situações. Como por ex: Perdas, frustações ou desapontamentos, aí podemos falar da TRISTEZA .

Os sintomas que contornam a TRISTEZA , como desânimo,apatia, falta de energia, sonolência, podem estar presentes, mas não impedem a realização dos compromissos estabelecidos pelo indivíduo no curso de sua história.

Ela geralmente é associada a um motivo específico ou a diversos fatores juntos ,e não necessáriamente desencadeia a depressão.

O luto normal de” uma dor”, pode se estender por até 1 a 2 anos ,que se caracteriza por uma profunda tristeza, exacerbação da atividade simpática e inquietude. Nesse quadro a pessoa SOFRE muito, mas preserva certos interesses e participa da vida quando estimulada.

“O bom da vida não é buscar a perfeição, mas saber buscar o bom da vida …e se sentir feliz.”

Comentários

Postagens mais visitadas