Pular para o conteúdo principal

A magia dos medicamentos...


Os psicólogos e os psicoterapeutas não receitam medicamentos, mas amiúde surge sempre algum cliente que confunde os profissionais da psicologia com os médicos. Já esclareci num post antigo a diferença entre psicólogos e médicos e não o vou fazer desta vez, nem esse é o objetivo deste post. Pensei no tema que poderia servir para abertura do ano de 2012 e quis, de alguma forma que também fosse adequado ao clima socioeconómico que se vive .


Obviamente que as pessoas não estão todas deprimidas. Ninguém deprime por causa de uma crise económica. O que acontece é que as pessoas estão tristes, muito tristes e, confundem os sintomas de tristeza com depressão. No entanto a situação vivida atualmente é propicia ao aparecimento de problemas do foro psíquico e a depressão é uma doença que está a aumentar de forma significativa.

A incapacidade de pensar sobre os problemas leva a que as pessoas procurem soluções rápidas e miraculosas para solução dos seus problemas “ a doutora não tem um comprimido que me tire isto rapidamente” disse-me uma vez uma paciente à saída do consultório. De fato não tenho. O que eu tenho para oferecer é um aparelho de pensar que ajuda o cliente a pensar os seus e a elabora-los numa relação terapêutica.

Grande parte das pessoas que me procuram já sabem que aquilo que tenho para oferecer não passa por medicamentos e, que não se resolve rapidamente. Não é recorrendo a medicamentos que se resolvem os problemas psicológicos. A depressão, baixa auto-estima, confiança no seu corpo, conflitos familiares e relacionais, fobias, abusos sexuais ou emocionais, ansiedade e pânico não se resolvem com soluções mágicas ou comprimidos.Resolve-se sim, com a elaboração do sofrimento que o problema causa e com a procura de novas soluções e alternativas.

A felicidade é algo que não existe 24 horas diárias e dura eternamente. É algo construído na aprendizagem da vida e nas relações sadias que se estabelecem desde a infância, incluindo as relações parentais. Assim, a procura de equilíbrio, passa muitas vezes por quebrar o ciclo relacional doente (quando é o caso) procurando ajuda terapêutica, um ato quase sempre de grande coragem uma vez que ainda existe o estigma associado à procura de ajuda psicológica. O psicólogo e os psicoterapeutas só tratam de “malucos” dizem os menos bem informados. Logo, perante tal estigma, é sempre mais fácil de aceitar que existe um problema psíquico quando se escolhe um médico para falar sobre as mágoas.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

12 maneiras de jogar energia fora...

Por mais que existam pessoas desequilibradas e difíceis nós é que somos responsáveis pelas nossas energias e cabe a cada um de nós preservá-la e administrá-la da melhor forma possível. Existem “receitinhas”, orações, banhos, cristais e um arsenal de proteção, que são válidos e eficientes até um certo ponto. Porque aquele que não assume a responsabilidade por suas venturas e desventuras sempre estará vulnerável às energias ao seu redor. Sabe por que o outro rouba a sua energia? Porque você deixa a porta aberta!!! E depois ainda diz que a culpa é do outro… Para ajudar a refletir, fiz uma listagem de doze atitudes (e olhe que a lista é imensa!) que gastam uma tremenda energia vital. Uma vez desvitalizado e sem proteção fica fácil para qualquer um chegar perto e perturbar seu equilíbrio. Use esta listagem também para pensar porque a prosperidade às vezes passa longe de você. A energia que seria usada para atrair o bem, a felicidade, o amor, o dinheiro acaba sendo gasta de …

עילי בוטנר ורן דנקר - בואי נעזוב

Agradecer sempre!!!

Você sabia que o Universo se comunica conosco o tempo todo e nos envia respostas, mensagens e sinais, de acordo com nossos desejos e necessidades? Estes sinais se manifestam através do fenômeno que conhecemos como sincronicidade, ou seja, no momento em que você necessita de algo, ou de que alguma situação aconteça, aquilo se manifesta repentinamente em sua vida. Mas eles não se apresentam somente com soluções grandiosas ou espetaculares. Manifestam-se igualmente nos acontecimentos rotineiros. A prova incontestável de que você está vivendo e atuando numa parceria harmoniosa com a vida, é a presença destas sincronicidades em seu dia-a-dia. Para percebê-las, é necessário que você esteja atenta e consciente de que o Universo sempre responde, de alguma forma, a todos os seus pedidos. Se você vinha recebendo estes presentes e, de repente, eles pararam de acontecer, saiba que algo saiu do eixo em seu plano de vida..... É indício de que você se deixou perturbar por alguma forma de negativida…