Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

UM BELO TEXTO DE OSHO

A vida é possível apenas por meio de desafios.

A vida é possível apenas quando você tem ambos, bom tempo e mau tempo, quando você tem ambos, prazer e dor, quando você tem ambos, inverno e verão, dia e noite.

Quando você tem ambos, tristeza e alegria, desconforto e conforto. A vida se move entre essas duas polaridades.

Movendo-se entre essas duas polaridades, você aprende como ter equilíbrio. Entre essas duas coisas, você pode aprender como voar até a estrela mais distante.

As dificuldades sempre existem, são parte da vida. E é bom que existam, ou não haveria crescimento. Dificuldades são desafios. Elas o incitam a trabalhar, a pensar, a descobrir meios de sobrepujá-las.

O próprio esforço é essencial. Assim, sempre tome as dificuldades como bênçãos. Sem dificuldades, estaríamos perdidos. Dificuldades maiores virão, e isso significa que a existência está cuidando de você, está lhe dando mais desafios. E, quanto mais você os soluciona, maiores desafios estarão esperando por você.

As difi…
Curioso o fato das pessoas serem aquilo que sentem mas não se sentirem ser o que são. “A gente é o que a gente pensa” ou “você atrai o que transmite” são frases comuns no nosso dia-a-dia e em minha opinião completamente verdadeiras, mas ainda assim podemos perceber que por diversas vezes as pessoas dizem que nós somos exatamente aquilo que não achamos que somos ou, por vezes, nós achamos que somos exatamente o que as pessoas acham que não somos... e mais uma vez a gente entra no mundo das percepções. Você já percebeu se a percepção da pessoa sobre você é igual à percepção que você tem sobre a percepção da pessoa sobre você? Você pode perceber tudo sobre a percepção dos outros? Aliás, será que os outros podem perceber tudo sobre você? Talvez você perceba apenas o que os outros ainda não perceberam em você e julgue que isso seja o todo dessa percepção, quando na verdade pode ser que você ainda não tenha percebido aquilo que a pessoa percebeu sobre você. Fico me perguntando então, como p…

A medida do amor: cumplicidade

Cumplicidade: ato ou qualidade do cúmplice.Conivência, entendimento.Pessoa que colabora em, ou participa com outrem de algum fato; parceiro, sócio.
A definição do dicionário é simples, mas tão singular. Um dia, nas muitas voltas que damos na internet, me deparei com um texto que dizia mais ou menos isso...
Um relacionamento harmônico entre pessoas pode ter inúmeras características. E uma delas é a cumplicidade. A cumplicidade talvez seja a maior prova de sintonia, amizade, consideração, que possa haver. A cumplicidade é representada por aquele olhar, aquele gesto, aquele sorriso, que somente as pessoas envolvidas sabem reconhecer e mostra a confiança que existe entre ambos. Pela cumplicidade podemos mostrar o quanto confiamos numa outra pessoa. Se amamos de verdade uma pessoa, há total confiança e somente assim este amor é capaz de crescer e transformar uma pessoa cúmplice de outra. Ela pode também ser entendida como uma forma de afinidade, de parceria ...se uma pessoa ama a outra de ver…

A vida como ela é.... comportamento humano...

"Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida." (Provérbio Chinês) A vida é cheia de altos e baixos, deslizes, quedas, tropeços, conquistas, realizações, percas, derrotas, vitórias e assim sucessivamente. Em cada instante que vivemos, em cada segundo, minutos, horas, não nos damos conta dos alertas que a vida nos dá, ficamos cegos diante os sinais de perigo que nos ferem emocionalmente e psiquicamente, que nos leva aos piores sentimentos de culpa, inferioridade ou remorso. A vida também nos cerca de gente boa, amigas, verdadeiras, mas também de pessoas más, hipócritas, medíocres, que em suas vãs filosofias adoram dar lição de moral nos outros, propagam suas verdades aos quatro cantos do hemisfério, mas suas atitudes é um arroto contraditório de suas verdades absolutas. A vida nos ensina, mostra, nos encaminha, através de seus sinais, de seus alertas. O que no inicio parece está tudo perdido na verdade pode ser um…
As 4 Leis da Espiritualidade(Ensinadas na Índia)“A pessoa que vem é a pessoa certa”.Significa que ninguém está em nossa vida por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor estão interagindo conosco. Há sempre algo que nos faz aprender e avançar em cada situação.1ª Lei“Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”.Nada, nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…, aconteceu que um outro…”. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos alguma lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.2ª Lei“Toda vez que você iniciar é o momento certo”.

ATÉ ONDE NOSSAS RESISTÊNCIAS PODEM NOS LEVAR?

Um dos maiores mistérios para lidar com a vida cotidiana é reconhecer seus pedidos por mudanças. A vida é feita de solicitações constantes para que sigamos em frente, para que deixemos para trás velhos conceitos, lembranças e atitudes que tomamos diariamente, já sem pensar (literalmente no piloto automático).Na ânsia de não precisar mudar logo, vamos acumulando desculpas, rebeldias que bagunçam nossa mente, nossas emoções, e por fim, alcançam nosso físico. Tudo isso porque resistimos ao que sabemos que precisamos fazer. Mais cedo ou mais tarde, precisaremos enfrentar tal situação ou pessoa. O aprendizado não é facultativo, é imperativo: irá acontecer. Podemos escolher aprender pelo amor ou pela dor. Temos esse direito, usar o nosso livre arbítrio, optando facilitar ou complicar nosso aprendizado, nada mais.Seguidamente nota-se o sofrimento eminente da pessoa só por causa dela não aceitar o que está acontecendo. Ora, toda a ação antes precisa do reconhecimento da sua necessidade, sem i…

Budismo e Psicanálise... um caminho possivél?

Somos seres simbólicos... Seres de imaginação e de identificação. Travamos uma luta conosco e com a vida diariamente. Luta esta, vista e revista em nossas ansiedades, medos e lutos inexoráveis. Vivemos no passado e no "por vir". Nunca estamos presentes no "aqui e agora". A Psicanálise e algumas filosofias orientais, como o Budismo, apresentam várias características singulares, mas também características onipresentes e entrelaçadas entre si. Tanto a Psicanálise quanto o Budismo prerrogam a "presença" no aqui e agora, de maneira a abraçar o acaso e o novo, sem estar a todo tempo atravessado por "fantasmas" do inconsciente e por ilimitadas lembranças do passado, e nem na expectativa de um futuro criado a todo o momento em nossas mentes ávidas.

O Budismo fala muito no conceito de "Vazio". O que é o "Vazio"? Vazio é a presença pura, incondicional e nua da consciência humana. É o estar vivo. É este Vazio que possibilita o "Tud…