Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 12, 2011

A Necessidade de ser especial

Sinto-me deprimido e fico me autocondenando, embora eu realmente não saiba por que.
Essa é uma maneira de permanecer o mesmo… Esse é um truque da mente. Ao invés de compreender, a energia começa a se mover para a condenação. Assim a mente é muito esperta: no momento em que você começa a ver algum fato, a mente salta sobre ele e começa a condená-lo.Agora toda a energia se torna condenação, então a compreensão é esquecida, posta de lado e sua energia está se movendo para a condenação… e condenar não pode ajudar. Isso pode lhe deixar depressivo, pode lhe deixar bravo, mas depressivo e bravo você nunca muda. Você permanece o mesmo e você se move para o mesmo círculo vicioso novamente e novamente.Compreender é liberar, assim quando você vê um certo fato não há nenhuma necessidade de condenar, não há necessidade de se preocupar com isso. A única necessidade é olhar para isso profundamente e compreendê-lo.Se digo alguma coisa e isso lhe magoa — e esse é todo meu propósito: lhe magoar em algum…

Aceitando nossas diferenças

Em nossa infância, ouvimos a estória do Patinho Feio .... um pobre patinho rejeitado que se transforma em um cisne. Em nosso subconsciente fica a mensagem que mesmo os que aparentam serem feios, desajeitados, diferentes, podem ter qualidades escondidas esperando para serem reveladas. O objetivo da estória é plantar em nós a semente da aceitação da diversidade no mundo.Mas o que não percebemos, é que podemos utilizar este conto para trabalharmos as nossas próprias diferenças, que geram internamente uma sensação de inadequação.
Assim como o patinho.Que luta com as dificuldades desde seu nascimento, onde a mãe pata ao ver sua demora em nascer, já o força a romper a casca, mesmo ainda não sendo seu momento de nascer, e o testa, fazendo com que nade, antes de aceita-lo em sua ninhada como filho.Nós também enfrentamos estas dificuldades. Assim que como espíritos, para nos manifestarmos na materialidade, somos obrigados a nos contrairmos, até ao tamanho de células, para encaixarmos em um corp…

Como anda a sua aceitação?

A primeira impressão que temos quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância é de que estaremos nos submetendo ou nos subjugando, desistindo de lutar, sendo fracos.De verdade, se quisermos modificar qualquer aspecto da nossa vida e de nós mesmos, devemos começar aceitando.A aceitação é detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.É difícil aceitar uma perda material ou afetiva; uma dificuldade financeira;
uma doença; uma humilhação; uma traição.Mas a aceitação é um ato de força interior, sabedoria e humildade, pois existem inúmeras situações que não estão sob o nosso controle.As pessoas são como são, dificilmente mudam. Não podemos contar com isso. A única pessoa que podemos mudar, somos nós mesmos, portanto, se não houver aceitação, o que estaremos fazendo é insensato, é insano. Ser resistente, brigar, revoltar-se, negar, deprimir, desesperar, indignar-se, culpar, culpar-se são reações emocionais carregadas de raiv…

O Silêncio!---- Vc sabe o seu poder?

"Aprende com o silêncio a ouvir os sons interiores da sua alma, a calar-se nas discussões e assim evitar tragédias e desafetos, aprende com o silêncio a respeitar a opinião dos outros, por mais contrária que seja da sua, aprende com o silêncio a aceitar alguns fatos que você provocou, a ser humilde deixando o orgulho gritar lá fora.
Aprende com o silêncio a reparar nas coisas mais simples, valorizar o que é belo, ouvir o que faz algum sentido, evitar reclamações vazias e sem sentido, aprende com o silêncio que a solidão não é o pior castigo, existem companhias bem piores.
…. Aprende com o silêncio que a vida é boa, que nós só precisamos olhar para o lado certo, ouvir a música certa, ler o livro certo, que pode ser qualquer livro, desde que você o leia até o fim. Aprende com o silêncio que tudo tem um ciclo, como as marés que insistem em ir e voltar, os pássaros que migram e voltam ao mesmo lugar, como a Terra que faz a volta completa sobre o seu próprio eixo, complete a sua tarefa.

Aqui e agora, onde e quando tudo acontece.!

"A maior parte da dor humana é desnecessária. Cria-se a si própria enquanto for a mente inobservada a dirigir a sua vida. A dor que você criar agora será sempre uma certa forma de não aceitação, uma certa forma de resistência inconsciente àquilo que é. Ao nível do pensamento, a resistência é uma certa forma de julgamento. Ao nível emocional, é uma certa forma de negatividade.

A intensidade da dor depende do grau de resistência ao momento presente, e essa resistência por seu lado depende de quão fortemente você estiver identificado com a sua mente. A mente procura sempre recusar o Agora e fugir a ele. Por outras palavras, quanto mais identificado você estiver com a sua mente, mais sofrerá. Ou poderá colocar a questão deste modo: quanto mais você honrar e aceitar o Agora, mais livre estará da dor, do sofrimento – e da mente egoica. Porque é que a mente recusa ou resiste habitualmente ao Agora? Porque ela não consegue funcionar nem permanecer no poder sem o tempo, que é passado e futu…