A fita métrica do Amor



Gosto muito desse texto pois diz exatamente como as pessoas são ou poderiam ter sido conosco. Pequenas, grandes...depende sempre de quem estamos falando.
Esse texto fala também de expectativas...quem nunca teve uma?
Esperar por ser socorrido, por um abraço, por uma palavra de encorajamento e ela nunca chega. Ou até chega, mas de quem menos se espera. Isso é bom mas é ruim também. Porque infelizmente, nunca soa do mesmo modo, como deveria soar. Como a pessoa que nós queríamos que falasse, iria falar. E não falou.
As pessoas podem ser maravilhosas com você quando elas querem algo, quando elas te amam, quando você as ama sem nada em troca. Mas essas mesmas pessoas podem ser terrivelmente más, até mesmo sem perceber. E acho que esse é o pior.
É quando até o inconsciente da pessoa te dá sinais de que você não é tão bem vindo. Já sentiram isso?
Quando a pessoa te trata mal e você percebe que ela se dá conta disso, geralmente é por um motivo, depois ela se esclarece com você e fica tudo bem (Ou não).
As pessoas podem ser o que você quer mas podem ser exatamente o que você não quer. Isso depende do quanto elas se importam com você. E quando você percebe que ela está sendo o que você não queria que ela fosse, é a sua expectativa dando o seu melhor: a frustração.



~*

A fita métrica do Amor

"Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento...

Ela é enorme quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado.

É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.

Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto.
É pequena quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou não num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições?

Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia sergrande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.

Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande.
É a sua sensibilidade sem tamanho!"

Martha Medeiros

Comentários

Postagens mais visitadas