Sobre O Olhar, O Errar E O Perdoar(-Se)

Algumas vezes é preciso olhar a vida por outro ângulo. Ou com outros olhos…

piscina

Quantas vezes a gente se pega fazendo as coisas no automático, nos julgando pelos nossos erros, lamentando por algo que não deu certo ou que não saiu conforme planejado? É, realmente é mais cômodo agir dessa maneira, não dá trabalho, não é difícil. Difícil mesmo é reconhecer que somos humanos, que não somos perfeito e – SIM – erramos! Acho que porque tenho certa facilidade em reconhecer minhas fraquezas, meus erros e peço desculpas sempre que percebo que magoei alguém (mesmo indiretamente) também acho que todo mundo deveria ser assim… Por que será que algumas pessoas têm tanta dificuldade em reconhecer que não perfeitas e deixam com que a arrogância tome conta de seu ser? Sinceramente não entendo.


O que será que DEUS esperará de nós se não sabemos nem ao menos pedir perdão? De que adianta ir à igreja, viver em jejum, em oração, se não temos a humildade de “amar ao próximo como a nós mesmos”? A vida pode demorar, mas sempre acaba ensinando que não é por aí o caminho… Não basta fé, não basta cultura, nem educação, se não formos capazes de reconhecer que somos fracos e passíveis de errar. É lindo perdoar, mas é mais lindo reconhecer a mágoa causada a alguém. Não é fácil, talvez por isso grande parte das pessoas desistam. Tentam superar suas fraquezas com atitudes que lhe parecem nobres, mas que no fundo são mais probres que seu próprio erro…

Enfim… Seja com os olhos do gato, seja com os olhos da criança, tente mudar seu modo de ver o mundo ao menos uma vez… Você pode acabar descobrindo que o modo como vem vivendo pode ser melhor, que você pode ser melhor e com isso, mais feliz!

gato_bebe1


Comentários

Postagens mais visitadas