Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 5, 2010

Compaixão, por Dalai Lama

Qual é o propósito da vida — O propósito da vida é a felicidade. Acredito que em nossas vidas não há garantia de um futuro, mas sempre esperamos algo de bom. Isso é o que nos sustenta e nos dá alento. Assim, o foco básico de nossas vidas é poder viver a felicidade — e todos os seres sencientes buscam a felicidade, não é apenas o ser humano. Todos os seres têm o direito de sobrepujar o sofrimento e achar a felicidade.

Dois níveis de sofrimento — Há dois níveis de sofrimento e prazer. Um é ligado aos sentidos, e o outro ligado ao plano mental. O nível ligado aos sentidos também está presente nos animais. Ele representa o medo e a busca do prazer imediato, pois é uma visão de curto prazo: vemos algo agradável, ficamos bem. Temos uma experiência desagradável, ficamos mal. Nesse nível, há uma resposta imediata, mas sem pensar, sem análise.

Já no nível mental funciona um processo de análise, de raciocínio. Então, através do pensamento, percebemos que algo que parece bom a curto …

Uma reflexão sobre como nos permitimos (ou não) viver intensamente e desfrutar de cada experiência de nossas vidas.

Não raras vezes pensamos estar no topo do mundo e que podemos tudo, sabemos tudo e conseguimos tudo. Que ilusão. Tão freqüente é achar que não podemos nada, que estamos abaixo do último dos seres. Mais fantasias...


É fácil perder-se de vista e cultivar fantasmas que andam conosco distorcendo nossas percepções. Basta, porém, uma respiração completa, fechar os olhos alguns instantes e sentir o próprio coração bater para lembrar quem é a pessoa que você conhece há anos, aquela que você vê todo dia ao se olhar no espelho.

Reprimidos desde crianças e com essa facilidade de perder de vista quem somos e do que somos capazes, como viver feliz e plenamente? Não há manuais, de fato. Desconfie, inclusive, sempre que encontrar manuais com passos exatos de como fazer isso, conquistar aquilo ou ser aquilo outro. O que tenho aprendido com as minhas experiências ultimamente é a importância de continuar aberto a aprender. Experimentar, sentir, tentar e explorar com tanta intensidade e vont…