Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 13, 2010

Complexo de Cinderela

Complexo de Cinderela

Este é um termo decorrente de um personagem de conto de fadas que consiste num desejo psíquico emocional de algumas mulheres para livrar-se de suas responsabilidades básicas, tentando para isso encontrar alguém que se disponha a sustentá-las e protegê-las material e moralmente.


O ser humano estrutura-se desde o momento da concepção, movido por instintos que o impulsionam a ir em busca dos prazeres da vida, porém o instinto de morte é um freio que o equilibra e impõe um mecanismo de defesa regulando suas experiências de aprendizagem em conhecer o objeto causado por impulsos e desejos que seguem em direção da satisfação pela necessidade do prazer , da conquista e realização do sonho secreto.


Porém este instinto pode encontrar impeditivos na vida real, que se estruturam através das concepções morais que regulam a vida e a convivência social, estes criam barreiras a realização desses desejos através da realidade, ou seja, na compreensão diária do que pode e do que não p…

SIndrome de Peter Pan, já ouviu falar? Homens que não crescem

~
A tarefa principal dos adolescentes em nossa cultura é emancipar-se psicologicamente de seus pais deixando de lado a dependência que tinha quando criança. Antes de poder desenvolver uma relação adulta com seus pais, o adolescente primeiro deve distanciar-se da forma como se relacionava com eles no passado. É normal que este processo seja caracterizado por uma certa dose de rebeldia, desafio, insatisfação, confusão, inquietude e ambivalência. As emoções geralmente estão exaltadas. As flutuações amplas do estado de humor são comuns. Na melhor das hipóteses, esta rebeldia do adolescente continuará por aproximadamente 2 anos; não é raro que persista durante 4 a 6 anos.

De todos os adolescentes são esperados comportamentos rebeldes e a rebeldia já virou, inclusive, sinônimo de adolescência. Esta relação feita entre esta fase da vida e este padrão comportamental faz com que a rebeldia seja entendida como uma característica própria da idade, que passa com o tempo e que, como tal, não pode s…

Renúncia - Apego, voce sabe lidar com isso?

O ato da renúncia é mais louvável do que o ato do apego. E a gente vive, o tempo todo, se apegando às coisas, ás pessoas, aos lugares, como se essas coisas, essas pessoas, esses lugares estivessem, sempre, à nossa disposição.

O medo que estamos sentindo, freqüentemente, é o medo das nossas perdas. Perda da mocidade, perda do dinheiro, perda da saúde, perda do prestígio, perda do amor, perda do emprego, perda da amizade.

Renunciar é, sobretudo, um ato de coragem. E poucos conseguem praticá-lo. É fácil apegar-se. Difícil é desapegar-se.

E eu estou, agora mesmo, me lembrando daquele encontro de Jesus com o moço rico, que desejava ir para o céu: "Mestre, o que é necessário para alcançar a vida eterna?"

O rapaz possuía muitas propriedades, muito dinheiro e era religioso, pois cumpria todos os mandamentos da lei mosaica: não mentia, não roubava, não caluniava, não pronunciava o nome de Deus em vão. No conceito dos homens, era um bom moço.

Jesus veio, então, com aquela recomendação…