Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 21, 2010

Lições do Bambu

Talvez essa seja uma das características mais conhecidas do bambu. Os antigos chineses aprenderam a importância da FLEXIBILIDADE ao observar como essa planta se comporta numa ventania. Perceberam que uma árvore rígida quebra-se com um vento muito forte. O bambu não. Ele se curva e depois que o vendaval passa, volta intacto à posição original. A flexibilidade é a capacidade de se adaptar às circunstâncias da vida, significa não ter posturas rígidas em termos físicos ou psíquicos. Uma pessoa de moral rígida demais também pode se "quebrar" como um carvalho ao vento.
Segundo os sábios orientais, a rigidez é sinal de morte. Uma pessoa rígida não vive, está morta, é como o tronco de uma árvore seca. Flexibilidade é sinal de vida. Uma planta viva é flexível, uma planta morta é rígida. Um bebê é flexível e cheio de vida, o idoso é mais duro e sem a mesma vivacidade da criança.
Flexibilidade também envolve o conceito de não-resistência. No sentido mais profundo, flexibilidade significa…

Guia básico da Meditação

Li uma matéria muito interessante no siteITodas sobre meditação. Gostei tanto que decidi compartilhar aqui com vocês, pois acredito que a meditação é uma das principais maneiras de entrarmos em contato com a divindade em nós. Meditar é um exercício fundamental para aprendermos a 'calar' a mente, e acessarmos o nosso Eu Superior. Esta conexão provoca uma expansão de consciência que nos traz grandes revelações e nos transforma para sempre. Este é um convite para você conhecer um pouco mais do seu "jardim secreto interior". Boa leitura e boas meditações!

Meditações orientais:
.
VIPASSANA
O que é:
Vipassana, em páli, significa o processo de atingir a consciência total do momento presente, com clareza e sabedoria. Também é chamada de meditação do insight, da percepção expandida.
Como é: Sente-se, relaxe e olhe para o que lhe chama mais atenção; pode ser a respiração, uma sensação corporal, um pensamento ou todos juntos. O objetivo é simplesmente testemunhá-lo com lucidez e, à …

Comprendendo as doenças e suas mensagens

Ouvi pela primeira vez há uns 15 anos atrás, através do psicólogo Luiz A. Gasparetto, que a doença seria um alerta do nosso corpo para mudarmos um determinado tipo de comportamento. Aquilo fez todo o sentido pra mim, pois acredito que o nosso corpo se comunica conosco de muitas formas e a doença certamente é uma delas. Algum tempo depois conheci o trabalho da Louise Hay, autora do livro – "Você pode Curar sua Vida". Louise nos diz que toda doença é um reflexo dos nossos pensamentos e crenças interiores. Neste livro consta uma lista de doenças e os prováveis padrões mentais causadores daquelas enfermidades.
Outro livro maravilhoso sobre este tema é "A Doença Como Caminho", de Rüdiger Dahlke e Thorwald Dethlefsen, que trata do conteúdo psicológico associado a vários tipos de doenças e incidentes, os quais por não conseguirmos trabalhar adequadamente em nossa psique, passam a fazer parte da nossa "sombra", não sendo percebidos conscientemente, manifestando-se…