Semana Mundial do MAL DE ALZHEIMER

Cuidar do portador de Alzheimer requer Amor e Doação, vc passa a viver 2 vidas, mas tudo vale a pena qdo se Ama.
Lição aprendia: voce se desnuda e veste a roupa do outro....
tudo na sua vida se renasce em valores e posturas diferentes frente a vida


Cada vez mais se ouve falar de pessoas que têm a doença de alzheimer.


Hoje decidi falar desta doença degenerativa e até ao momento incurável, que foi descrita pela primeira vez em 1906 pelo psiquiatra alemão Alois Alzheimer. Afeta geralmente pessoas acima dos 65 anos, embora o seu diagnóstico seja possível também em pessoas mais novas do que esta idade.
Cada paciente de alzheimer, sofre a doença de forma única mas existem pontos em comum, por exemplo o sintoma primário mais comum é a perda de memória. Muitas vezes os primeiros sintomas são confundidos com problemas de idade ou de stress.
Com o avançar da doença vão aparecendo novos sintomas como confusão, irritabilidade e agressividade, alterações de humor, falhas na linguagem, perda de memória a longo prazo e o paciente começa a desligar-se da realidade.



Quando ouvimos amigos, colegas ou vizinhos contar situações praticadas por doentes de Alzheimer, por vezes até achamos graça, devido ao caricato da situação. Retirar a comida do congelador e colocar na dispensa (levando ao seu descongelamento), colocar a roupa no armário dase panelas ou em guarda roupas, guardar documentos na prateleira dos pratos, ou querer ir para a rua de pijama, enfim, são tudo ocorrências que, para quem está de fora, parecem inofensivas. Efetivamente estas situações descritas até são inofensivas, mas são desgastantes, se estiverem continuamente a ocorrer e for necessário estar permanentemente alerta com estes doentes.


Realmente o velho ditado " quem está dentro do convento é que sabe o que lá vai dentro" é bem verdade. Ter um familiar , com esta doença é terrível e ver a pouco e pouco a degradação da pessoa, é um choque imenso, mesmo apesar de nos sentirmos preparados, o que na realidade não estamos, digo isso porque acompanhei 24 horas por dia durante 10 anos a minha mãe.( infelismente ela faleceu a 6 meses). Apesar de sabermos que temos que ser fortes para enfrentar uma situação que se poe a sua frente, a coragem dá lugar em muitos momentos a impotência, de que nada podemos fazer para reverter e pelo menos ser lembrada como filha, neta, sobrinha ou qualquer elo que resgate a nossa fantasia que tudo é uma questão de tempo e tudo voltará ao normal... Infelismente existem pessoas que se iludem acreditando e se apegando a isso, qdo notam que isso não vai mais acontecer o stress esta instalado. Digo sempre que o portador do Mal de Alzheimer esta alheio a tudo o que acontece( isso em casos moderados) ,por outro lado o cuidador esta vendo dia a dia a sua degradação. Um conselho que dou a quem hoje é cuidador é o Amor, lembrar sempre que a pessoa pode nem lembrar quem vc é, mas vc sabe direitinho o que esta pessoa representa para vc. Este mal requer Amor, Paciencia, Moderação e cuidados muitosss.




recados para orkut



Ao andar pela Net, para me informar mais sobre a doença, encontrei um artigo com algumas recomendações , que podem facilitar a vida dos doentes e de quem cuida deles, achei útil deixar também aqui esta ajuda:

- Fazer o portador de Alzheimer usar uma pulseira, colar ou outro adereço qualquer com dados de identificação (nome, endereço, telefone, etc.), porque um dos primeiros sintomas é o paciente perder a noção do lugar onde se encontra.
- Estabelecer uma rotina diária e ajudar o doente a cumpri-la.
- Simplificar a rotina do dia-a-dia de tal maneira que o paciente possa continuar envolvido com ela.
- Encorajar a pessoa a vestir-se, comer, ir à casa de banho, a tomar banho por sua própria conta.
-Limitar suas opções de escolha. Em vez de oferecer vários sabores de gelado, oferecer apenas duas variadades.
-Certificar-se de que o doente têm uma dieta equilibrada e pratica actividades físicas de acordo com suas possibilidades.
- Eliminar o álcool e o cigarro, pois agravam o desgaste mental.
- Estimular o convívio familiar e social do doente.
- Reorganizar a casa afastando objectos e situações que possam representar perigo.



recados orkut


"Não há doente mais incurável do que aquele que não reconhece a sua doença." ( Santo Agostinho )

Comentários

Tati disse…
Lindo Blog!
Parabéns!
Ψ Tereza disse…
Te agradeço e espero ter a sua presença sempre aqui.
Muita paz, equilibrio e luz a voce!! bjss

Postagens mais visitadas