Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Nossa alma tem o seu próprio relógio- Flávio Gikovate

Com um computador, a razão pode nos mostrar, em pouco tempo, onde estão nossos conflitos. Mas a mudança de atitude obedece ao tempo da emoção, lento como o crescer das árvores.
Quantas vezes já ouvi de clientes meus, depois de lhes dar alguma interpretação, ‘coisas do tipo’: “Ta bom. Mas, agora, o que é que eu faço?” ou “Como tenho de me comportar para me livrar dos meus problemas?” Estas perguntas são totalmente desconcertantes. De nada adiantam as sugestões e os conselhos se a pessoa não está pronta, preparada para ousar novas atitudes ou posturas de vida. Não adianta dizer a uma mulher angustiada, em pânico diante do fato de que esta noite receberá 15 pessoas para o jantar: “Tenha calma. É apenas um jantar, as pessoas vêm aqui para conversar e não para julgar sua competência como dona de casa”. Ela continuará nervosa do mesmo modo. Não será capaz de relaxar e se descontrair, a não ser que haja alterações na sua autoconfiança, a não ser quando ela estiver menos preocupada com o julga…

Somos como flores

Os humanos nascem como flores. Quando olho para uma criança, vejo-a como uma flor muito viçosa, muito bonita.


Vejam bem, nossos olhos são como flores.


Nos Sutras, os olhos de Buda são descritos como flores de lótus.




Nossos lábios pode ser uma bela flor, especialmente quando sorrimos e sabemos como sorrir.


Esta é uma flor que podemos oferecer a qualquer pessoa a qualquer momento. Apenas inspire e expire e sorria que você terá uma flor desabrochada.
E sabe de uma coisa? Os seus olhos também podem sorrir. Assim, quando você olha para alguém e sorri com os seus olhos você oferece duas flores.


E se sorrir com sua boca, você oferece três flores.



Suas mãos também são como flores.


E com minhas mãos eu posso formar uma flor, uma flor de lótus.


Quando eu cumprimento alguém, digo algo assim: "uma flor pra você, um Buda a ser". Curvo-me reverenciando àquela pessoa. Então, minhas mãos são flores, se fizerem as pessoas felizes. E quando ofereço uma flor de lótus àquela pessoa, ofereço uma …

Um trecho do livro "O Profeta" de Khalil Gibran

Gibran Khalil GibranFoi um ensaísta, filósofo, prosador, poeta, conferencista e pintor de origem libanesa, cujos escritos, eivados de profunda e semples beleza e espiritualidade, alcançaram a admiração do público de todo o mundo. Na sua relativamente curta, porém prolífica existência (viveu apenas 48 anos), Khalil Gibran produziu obra literária acentuada e artisticamente marcada pelo misticismo oriental, que — por essa razão — alcançou popularidade em todo o mundo. Sua obra, acentuadamente romântica e influenciada por fontes de aparente contraste como a Bíblia, Nietzsche e William Blake, trata de temas como o amor, a amizade, a morte e a natureza, entre outros. Escrita em inglês e árabe, expressa as inclinações religiosas e mística do autor. Sua obra mais conhecida foi Asas Partidas, que fala da primeira história de amor dele.

Emoções: Por que devemos fazer terapia?

O nome Emoção significa “movimento para fora” e descreve o efeito visível das emoções na nossa musculatura.
Cada emoção tem um comportamento muscular:
Na alegria, é de expansão.
No prazer, é de compartilhamento.
Na tristeza, é de encolhimento.
Na raiva, é de agressão.
No medo, é de contração.
Um novo ramo da Ciência começou a ser desenvolvido, pelo qual passou-se a entender como os processos mentais se transformavam em emoções e comportamentos.

Como tudo o que acontece no sistema nervoso é levado para todas as células do organismo, ficou claro que cada célula sabe o que se passa em todas as outras células do nosso corpo.

A produção de emoções vai influenciar, portanto, o estado de todo o nosso organismo pelas vias de comunicação mente/corpo e as células vão sentir e se comportar de acordo com o tipo de emoção que esteja predominando no momento.

As moléculas das emoções que produzimos pelos nossos pensamentos (que são criados a todo instante) vão influenciar e determinar o estado de saúde ou de …

OUVIDOS ATENTOS

Quem sabe, escutar um pouco mais o outro pode ser uma forma adequada de tê-lo melhor e mais próximo de você.

Pode ser que, para conquistar isso, precisemos mudar a idéia do que seja escutar alguém.



Ouvir não é apenas esperar pelo silêncio alheio, para logo depois retomar o insaciável desejo de falar a toda hora, sobre qualquer coisa que gire em torno de nós e nossos enredos.

Ouvir não é contrapor uma história pessoal, só porque o interlocutor está contando a sua.



Ouvir pede uma atitude muito mais intensa, presente e madura.

Ouvir pede silêncio interior, para que o outro seja efetivamente escutado, enquanto fala.

É uma decisão, um aquietar-se em reconhecimento a quem tem a preferência da fala.



É um ato de respeito a quem busca "esvaziar-se" de si mesmo, ao falar sobre o que deseja partilhar com o mundo, que está resumido, naquele momento, a seu companheiro de diálogo.



É um caminhar com o outro, fazendo de seus ouvidos sua mais importante oferta a quem lhe acompanha os passos.

Ouvir é …

Complexo de Cinderela

Complexo de Cinderela

Este é um termo decorrente de um personagem de conto de fadas que consiste num desejo psíquico emocional de algumas mulheres para livrar-se de suas responsabilidades básicas, tentando para isso encontrar alguém que se disponha a sustentá-las e protegê-las material e moralmente.


O ser humano estrutura-se desde o momento da concepção, movido por instintos que o impulsionam a ir em busca dos prazeres da vida, porém o instinto de morte é um freio que o equilibra e impõe um mecanismo de defesa regulando suas experiências de aprendizagem em conhecer o objeto causado por impulsos e desejos que seguem em direção da satisfação pela necessidade do prazer , da conquista e realização do sonho secreto.


Porém este instinto pode encontrar impeditivos na vida real, que se estruturam através das concepções morais que regulam a vida e a convivência social, estes criam barreiras a realização desses desejos através da realidade, ou seja, na compreensão diária do que pode e do que não p…

SIndrome de Peter Pan, já ouviu falar? Homens que não crescem

~
A tarefa principal dos adolescentes em nossa cultura é emancipar-se psicologicamente de seus pais deixando de lado a dependência que tinha quando criança. Antes de poder desenvolver uma relação adulta com seus pais, o adolescente primeiro deve distanciar-se da forma como se relacionava com eles no passado. É normal que este processo seja caracterizado por uma certa dose de rebeldia, desafio, insatisfação, confusão, inquietude e ambivalência. As emoções geralmente estão exaltadas. As flutuações amplas do estado de humor são comuns. Na melhor das hipóteses, esta rebeldia do adolescente continuará por aproximadamente 2 anos; não é raro que persista durante 4 a 6 anos.

De todos os adolescentes são esperados comportamentos rebeldes e a rebeldia já virou, inclusive, sinônimo de adolescência. Esta relação feita entre esta fase da vida e este padrão comportamental faz com que a rebeldia seja entendida como uma característica própria da idade, que passa com o tempo e que, como tal, não pode s…

Renúncia - Apego, voce sabe lidar com isso?

O ato da renúncia é mais louvável do que o ato do apego. E a gente vive, o tempo todo, se apegando às coisas, ás pessoas, aos lugares, como se essas coisas, essas pessoas, esses lugares estivessem, sempre, à nossa disposição.

O medo que estamos sentindo, freqüentemente, é o medo das nossas perdas. Perda da mocidade, perda do dinheiro, perda da saúde, perda do prestígio, perda do amor, perda do emprego, perda da amizade.

Renunciar é, sobretudo, um ato de coragem. E poucos conseguem praticá-lo. É fácil apegar-se. Difícil é desapegar-se.

E eu estou, agora mesmo, me lembrando daquele encontro de Jesus com o moço rico, que desejava ir para o céu: "Mestre, o que é necessário para alcançar a vida eterna?"

O rapaz possuía muitas propriedades, muito dinheiro e era religioso, pois cumpria todos os mandamentos da lei mosaica: não mentia, não roubava, não caluniava, não pronunciava o nome de Deus em vão. No conceito dos homens, era um bom moço.

Jesus veio, então, com aquela recomendação…

Conscientize-se!

Conscientize-se de que a Vida é uma Grande Escola...
E que, poder frequentar esta Escola é uma Dádiva...

Conscientize-se de que o sofrimento... a "dor"...
Que quase sempre é temida e mau compreendida... mau interpretada...
Não é senão um meio que nos leva à verdadeira busca...

Entre no seu íntimo... libere os seus verdadeiros sentimentos e sinta...
Apenas o sentir do coração, é capaz de explicar o que você julga ser inexplicável...

Não tenha medo de ser "transparente" com você mesmo(a)...
Não há o que temer... nunca há...

Quando se está disposto ao Autoconhecimento...



O ponto Culminante

Você é um Espírito imortal que temporariamente enverga uma veste de carne.
Já teve infinitas experiências em incontáveis vidas.
Já foi rico e pobre, homem e mulher, saudável e enfermo, a cor de sua pele variou grandemente.
Errou, acertou, errou de novo para acertar com mais propriedade logo depois.
O ato de sua criação perde-se na noite dos tempos.
Entretanto, você se constrói a cada nova experiência.
Embora nem sempre seja feliz em suas escolhas, de cada vida sai mais forte e preparado.
Houve ocasiões em que terminou a trajetória carnal insatisfeito consigo mesmo.
Após cessarem as ilusões da matéria, compreendeu que poderia ter utilizado melhor seu tempo e seus recursos.
Mas também já atravessou vidas sofridas, nas quais resgatou graves débitos e fez importantes aprendizados.
A Lei do progresso é um imperativo universal.
Ela impede que um Espírito perca virtudes e inteligência.
É possível nascer em situações mais complicadas e sucumbir a tentações.
Mas ninguém regride em sua evolução.
Uma vez con…
"O amor é um conflito entre nossos
reflexos e nossas reflexões"
(Magnus Hirschfeld)


Filosofia de vida

Um encontro entre dois seres que se completam, que são feitos um para o outro, já define, em minha opinião, um milagre.

As religiões são como vaga-lumes; para brilhar precisam de trevas!

Quando se é novato eles ensinam de tudo, menos como suportar nossos erros!

As pessoas viajam para admirar a altura das montanhas, as imensas ondas dos mares, o longo percurso dos rios, o vasto domínio do oceano, o movimento circular das estrelas, e no entanto elas passam por si mesmas sem se admirarem.

Sonha e serás livre de espírito... luta e serás livre na vida.

Perder-se também é um caminho.

Os fracos anseiam por justiça e igualdade, os fortes não se importam com nenhuma das duas...

O inferno são os outros.

Qualquer idiota pode aprender com quem sabe mais do que ele. Somente o verdadeiro sábio pode aprender com quem sabe menos

Por favor, não retoque minhas rugas, levei muito tempo para consegui-las.

Dia Internacional da mulher

ACHO QUE TODAS JÁ FALAM POR NÓS.

O que é Psicose

Uma Psicose caracteriza-se por grandes dificuldades no contacto com a realidade. Esta realidade é encarada de forma clivada e dicotómica, ou seja, ou é boa ou é má. Digamos que é ou preta ou branca e não existe cinzento. Assim, se por vezes parece estar tudo bem e maravilhoso, outra há em que o exterior é sentido como mau, perigoso e/ou persecutório.
Assim sendo, indivíduos com este tipo de perturbações demonstram ao longo da vida características peculiares de retraimento sobre si mesmos e dificuldades nas relações, que evidenciam frequentemente dinâmicas de Amor/Ódio.
Em fases agudas da doença poderão surgir delírios, alucinações, discurso desorganizado e comportamentos agressivos.
Trata-se de uma perturbação mental que tem características biológicas e psicológicas, pelo que muitas vezes é importante uma integração entre duas terapêuticas – Psicoterapia e Psicofarmacologia.

Todo relacionamento tem momentos bons e ruins

Existem certos momentos dos relacionamentos em que eles ficam em “crise”. todo relacionamento tem os seus momentos bons e ruins. A boa notícia é que há maneiras de contornar a situação.



O básico e a melhor opção nesses casos é discutir a relação. Sente com o seu namorado ou marido e converse com ele de uma maneira objetiva e sem se exaltar. Não adianta ficar nervosa e começar a ofendê-lo, isso só vai destruir mais a relação.

Pergunte, antes de tudo, o que está acontecendo, por que ele está distante e se ele ainda gosta de você. Diga tudo o que você está com vontade de falar, desabafe, abra o seu coração. Com certeza, as coisas irão melhorar.

Se ele disser que está tudo bem e que você está ‘noiada’, tente mostrar que ele está errado. Exemplifique o seu ponto de vista com momentos que vocês já viveram e não ocorrem mais, diga que você sente falta de ‘romantismo’ e ‘dedicação’ da parte dele.

Caso você ache que não tem mais jeito, evite decisões precipitadas. Não termine o relacionamento de c…