Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 27, 2009

O Amor visto por um ângulo mais sincero, (Sem jargões utópicos).

Na minha concepção existem dois tipos de amor que são reais, livres e totais, mesmo que unilaterais.
O primeiro e mais importante: É o amor de Mãe; Total, completa e irrestritamente incondicional. O filho pode ser qualquer coisa. Um arremedo, um ingrato, um bandido, uma fraude, um desalmado que nem lhe retribui o imenso amor que lhe é dedicado. E ainda assim será sempre amado, enquanto a mãe viver.
O segundo, É o amor Platônico. Esse é aquele amor, onde as pessoas que amam, são covardes, e não têm coragem de correr riscos, se aventurar nas emoções e desafios, que um amor real necessita, por isso mantêm esse amor enclausurado, dentro dos limites de seu próprio ser, justamente para não sofrer decepções, preferem amar intensamente um amor de fantasia, que é livre porque não depende da participação do outro, e por isso mesmo nunca será recusado ou contrariado. É como tudo na vida que só depende de você. Sucesso total.
Agora o Amor de Verdade e Verdadeiro, não é incondicional e nem platônico.

Maneiras de ser muito feliz na vida

Muitas pessoas pensam que a felicidade está naquilo que nos consumimos. Está em comprar uma blusa, um carro, uma casa nova, e na verdade, não percebem coisas valiosas como um sorriso do ilho, um abraço apertado de quem amamos, uma simples carinho trocado com os olhos.

Pensando dessa forma, podemos crer que o mundo está bem mais consumível, ligando para as coisas que possuem um valor alto, mas que não possuem uma grau de felicidade tão grande assim. A dica para que você seja feliz é que você siga o que está dentro de você, o que você sente quando fala de amor, o que você quer, com quem você quer.

Por isso comece a valorizar as coisas que estão por perto de você, diga o quanto você gosta e alguém, passe mais tempo com seus ilhós, leve eles para sir, tire erias, aproveite mais a vida, e assim verá que nem tudo terminou.