Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 21, 2009

Um dia você aprende.

william shakespeare Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se,
que companhia nem sempre significa segurança,
e começa a aprender que beijos não são contratos,
e que presentes não são promessas.
Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante,
com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança;
aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo,
e aprende que não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam...
aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais,
e descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas seg…

Medo - Lutar ou Fugir?

Por uma fração de segundos você já sentiu como se estivesse em perigo? Isso é o medo. Mas o que é o medo exatamente? A proposta deste artigo e examinarmos esta emoção. Entender quais são suas reações físicas e psicológicas. De onde ele vem. Vamos descobrir quando é que o medo é considerado normal e quando ele se torna patológico e ver algumas maneiras de controlá-lo. Meia-noite, quando eu lia, lento e triste… e já quase adormecia. Há um silêncio é total. Então de repente ouvi o que parecia ser o som de alguém que batia levemente à minha porta… . Minha respiração acelera. Meu coração dispara. Meus músculos enrijecem “Uma visita”, eu disse… ”É só isto, e nada mais.” Era no frio dezembro, e o fogo, que se apagava, fazia sombras desiguais.
Como, a tremer frio e frouxo,… Terror que nunca antes sentira! …E já me sentindo mais forte num instante, disse: “Senhor ou senhora, decerto me desculpais; mas eu ia adormecendo, quando viestes batendo… tão levemente em minha porta, que mal ouvi…” E …