Autoestima = Atitude!


Autoestima = Atitude! Você pode pensar: como assim? Vou explicar. Você é linda mesmo que esteja com uns quilinhos a mais, sem o cabelo da moda ou a pele que pediu a Deus. Se você tiver atitude no andar, ao ficar em pé, no movimento do tronco e dos braços em harmonia com as mãos, que por sua vez se harmonizam com seus cabelos e com seus ombros que sustentam bem uma postura ereta, de mulher segura, aí sim você é linda!

Não existe um corpo perfeito. Existe uma atitude perfeita!

Se tiver uma atitude segura de ser, se sentirá mais sensual, os olhares serão todos pra você e quando você escutar alguém do outro lado da rua dizer "Maravilhosa", vai sorrir e nem olhará para trás pra saber que era com você, pois terá certeza de que só podia ser com você! Isso é ter autoestima, é namorar consigo mesma, é aquela velha e sábia frase: você tem que se amar para permitir que alguém te ame.

Os homens percebem quando uma mulher se gosta e ficam atentos a ela. Isso não tem a ver com nenhum padrão de beleza, não! Uma mulher segura de si e que tem uma atitude de amor próprio é como se carregasse um imenso luminoso dizendo: "Vem que eu sou feliz e quero dividir o prazer de viver com você!"

Você se ama quando aprende a valorizar o que tem de melhor: os olhos brilhando, a energia fluindo, o sorriso largo, a gargalhada fácil. Isso não se compra, isso se adquire com autoconhecimento, com ter prazer em estar consigo mesma. Quem nunca conheceu uma pessoa que não era a mais maravilhosa da turma, mas mesmo assim era contagiante, conquistava amizades e chamava a atenção dos homens como ninguém? Essa pessoa possuía uma atitude segura! Isso é ser irresistível.

O raciocínio é simples: o autoconhecimento te dá atitude de ser, de viver, e com ele vem a autoestima, o se amar, ser mais leve. Com isso você ganha a energia, o brilho. Pronto! Sem mais crises de baixa-estima, sem mais insegurança!

Aqui vai uma dica importante: se você é mãe, comece desde já a alimentar a autoestima de sua criança. Diga como ela é linda, como é inteligente, enfim, ela precisa desse alimento para se tornar um adulto mais seguro com a autoestima fortalecida, o que vai ajudá-lo muito no futuro.

Quando a gente cresce ouvindo que podemos ser o que decidimos ser, que somos belos do nosso jeito e que somos importantes, depois de adultos, nenhuma adversidade vai ser mais forte que nossa lembrança do passado de que sim, podemos ser o que quisermos.

E lembre-se: uma pessoa com uma boa autoestima, além de ser mais feliz, faz as outras pessoas mais felizes também.

Texto da terapeuta holística Fatima Repanas

Comentários

Postagens mais visitadas