Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

EU QUERO, EU POSSO, EU ME TRANSFORMO

Eu estou consciente e tenho o poder de pensar como eu quero. Tenho o direito de pensar no que eu quero para o meu próprio bem. Eu tenho e posso impor ao meu mundo interior tudo aquilo que eu quiser. E quero me sintonizar com o melhor. Esqueço, a partir de agora, a pessoa que eu fui, sobretudo meus vícios de pensamentos. Penso apenas na paz. Penso nela, permitindo que seu perfume toque minha aura e atinja todas as áreas da minha vida, todos os cantos do meu corpo. Penso na paz com uma mensagem de ordem e equilíbrio perfeito.Deixo fluir na minha cabeça a consciência do ‘eu posso’. Eu posso estar na paz. Impor essa paz é praticar o meu poder pessoal com responsabilidade divina, obtida por herança natural. O melhor para mim é um grande sorriso no peito. É a felicidade barata e fácil a que tenho direito. É tão simples pensar que o melhor está em mim! A beleza está em mim. A suavidade está em mim. A ternura, o calor, a lucidez e o esplendor das mais belas formas do universo estão em mim. Aí…

NAMASTÊ- o Deus que habita em mim, sauda o Deus que habita em vc!

SE COLOCAR NO LUGAR DO OUTRO

Uma das operações psíquicas mais sofisticadas que aprendemos, lá pelos 7 anos, é esta, de tentarmos sair de nós mesmos para imaginar como se sentem as outras pessoas. De repente podemos olhar para a rua num dia de chuva e imaginar - o que, de certa forma, significa sentir - o frio que um outro menino pode passar por estar mal agasalhado.br>
Nossa capacidade de imaginar o que se passa é como uma faca de dois gumes. O engano mais comum - e de graves conseqüências para as relações interpessoais - não é imaginarmos as sensações de uma outra pessoa, e sim tentarmos prever que tipo de reação ela terá diante de uma certa situação.

Costumamos pensar assim: "Eu, no lugar dela, faria desta maneira." Julgamos correta a atitude da pessoa quando ela age da forma que agiríamos. Achamos inadequada sua conduta sempre que ela for diversa daquela que teríamos. Ou melhor, daquela que pensamos que teríamos, uma vez que muitas vezes fazemos juízos a respeito de situações que jamais vivemos.

Quan…

A Sindrome do Medo da Felicidade

Segundo relata a Bíblia, em Gênesis, Esaú e Jacob eram filhos de Isaac e netos de Abraão. Apesar de gêmeos, Esaú saiu do ventre da mãe primeiro e por isso herdou o direito de primogenitura, isto é, ficou com o direito de herdar as posses e privilégios do pai, o grande patriarca do que viria ser a nação israelense. Isso não era pouca coisa naquele tempo, como não seria hoje em algumas famílias...
Na sua juventude Esaú era caçador e Jacob agricultor. Um belo dia Esaú voltou da caça com um bom antílope e Jacob cozinhava um guisado de lentilhas, que exalava um cheirinho de fazer crescer água na boca, sobretudo para quem como Esaú estava exausto de tanto caminhar e correr. A verdade é que Esaú foi tomado pela tentação do menor gasto de energia e resolveu pedir ao irmão um prato de lentilhas.Jacob, pelos vistos era um grande negociante, fez uma proposta ao irmão: Esaú obteria o prato de lentilhas desde que abrisse mão do direito de primogenitura. Esaú acedeu, fez a troca do seu direito de pr…